icon
Meu carrinho
Carrinho Vazio

DISCO FREIO

Comparar Produto
Filtrar

DISCO DE FREIO PARA MOTO

 

O freio precisa oferecer um bom funcionamento para garantir com que a direção da moto fique mais segura. É comum no Brasil que a maioria dos veículos saiam de fábrica com o freio a disco implantado nas rodas dianteiras.

 

Assim sendo, a sua fabricação é feita, geralmente, de cerâmica ou ferro fundido, sendo que esses componentes possibilitam que se atinja uma boa frenagem. Por conta desses materiais, são precisos cuidados na manutenção, além de obedecer ao tempo certo da troca.

 

As pastilhas são itens que acompanham o freio a disco, principalmente por serem componentes simples para a troca e com custo baixo, o que facilita o processo de identificação da necessidade de troca.

 

É importante que o piloto fique atento às especificações do disco de freio, além de obter dicas de cuidado e saber exatamente o período de troca, para que a dirigibilidade seja a mais tranquila possível.

 

Funcionamento dos discos de freio

O funcionamento dos discos de freio está ligado diretamente ao movimento da roda. O sistema de pinça flutuante com pistão tende a ser o mais comum, envolvendo o disco através de duas pastilhas, combinação exata para realizar o atrito responsável por concluir a frenagem.

 

De modo a fazer com que a ação da frenagem transcorra sem muitos atropelos, os freios devem transformar a energia cinética em calor, por conta do atrito entre o disco e as pastilhas. 

 

Dessa maneira, as pastilhas de freio se tornam responsáveis por cerca de 70% do trabalho de frenagem, e precisam apresentar boas condições pois, em caso contrário, o seu mau funcionamento pode comprometer os freios.

 

Para que o calor não cause maiores problemas, o sistema de pinça flutuante ajuda no resfriamento, além de agilizar a própria frenagem do veículo. O superaquecimento e o fding também podem ser evitados através da ajuda do sistema.

 

O disco de freio também é responsável por tornar o toque no pedal muito mais macio, sendo um excelente aliado, principalmente nos modelos esportivos. O sistema desses modelos normalmente oferece mais pistões na pinça, o que facilita o procedimento.

 

O sistema de frenagem também é bastante positivo no que diz respeito à aderência do pneu com a superfície. Isso melhora a questão da dirigibilidade, pois o disco de freio oferece muito mais segurança nesse sentido.

 

O tempo de vida prolongado e a facilidade de troca dos componentes são outros fatores de vantagem dos discos de freio, pois isso gera redução nos custos de manutenção, sendo algo bastante útil para modelos que sejam maiores e mais pesados.

 

Manutenção e cuidados

 

Os cuidados precisam ser redobrados com o disco de freio, pois ele é um dos conjuntos de peças mais importantes do veículo. É importante evitar que ele fique em constante atrito, pois isso causa um desgaste que ocasiona muitos problemas.

 

Para que o sistema continue a oferecer um bom rendimento, não há nenhum segredo: é importante realizar manutenções preventivas, como a revisão de discos e pastilhas, para garantir sempre um bom funcionamento.

 

É indicado realizar a revisão no disco de freio pelo menos a cada 5 mil km, ou se essa peça apresentar uma espessura inferior a 5mm. Vale lembrar que as pastilhas de freio tendem a possuir vida útil de 25 a 35 mil km rodados.